Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Caderno Aberto e um Lapis a Carvão

Textos, Pensamentos e opiniões

Sobre mim

Ora, falar sobre mim..... não sei. Bruno é um nome fictício, pois quero estar no anonimato. Neste blog publico disparates disparatados, muitas parvoíces e opiniões. Com ele, pretendo divertir-me sem intenção de magoar alguém....

O Patrao

por Bruno, em 19.01.17

Há coisas que me fazem ficar com os cabelos em pé, e com pele de galinha, só dos nervos que me dão; isto porque, em todo o lado há pessoas com A.C (Anormalidade ciumenta), que pensam que são gente, gente que não passa de gentinha, gentinha designada por minhoquinhas; que passam o tempo a chafurdar na lama, que não sabem fazer outra coisa se não chafurdar na lama, e que se esquecem, que mesmo na lama, não passam despercebidas a Peixes-cabeçudos. Então, há dias, que isto me faz ferver a panela; e há dias assim, que passamos o tempo todo, a tropeçar nas minhoquinhas que se atravessam a nossa frente. E se o teu chefe, o teu patrão for um gajo assim, um gajo minhoca, um gajo anelídeo, que até a pila pode passar de não ser uma minhoca, que é minhoca em pensamento, minhoca em inteligência, minhoca em estatura, tu podes estar tramado; porque tu, sim tu, para ele é que és a minhoca e ele o Peixe-cabeçudo, que tem o direito de te chatear a cabeça, por coisas, como as horas, porque chegaste um minuto atrasado, mija a tampa da sanita e logo de seguida bate à porta do teu gabinete, e diz-te para a ires limpar, é aquele gajo que se peida e diz que não foi ele, é aquele que te manda levar isto á secção tal, e não te demores para me trazeres um café, quando a máquina de café está à distância de um braço, ou, vai-me desligar as luzes, quando vai a passar pelo interruptor ou, não te quero a conversar com a secretaria, e tu ficas a pensar, no que é que este estupido estava a ver, quando tu só estavas a trocar algumas ideias de trabalho, sim tudo bem, que a secretaria não passa de uma gaja, simples e gira, mas que mesmo assim, faz parar o transito, faça babar o padre, sim o padre, que também é gente, e que também deve foder como toda a gente, babar o talhante, babar o barbeiro, o pasteleiro, o dono da drogaria um pouco mais a baixo, que até por acaso, lá tem uns preservativos porreiros, fáceis de enviar no coiso, de varias formas, e sabores, é um gajo com problemas de Anormalidade ciumenta, que como já não se sente satisfeito com a sua (demasiado usada), nunca pede autorização para usar a dos outros, e pensa, como ele é chefe, só ele é que tem direito a dar uma trinca, pelo menos tentar, dar uma trinca nas suas secretarias, que uma delas, diz ele, que até é parecida com a irmã dele. O teu patrão, que não passa de um grande Cabrão, que só sabe usar a mão, porque primeiro age e depois é que toma a decisão, que pensa, que por ter um canudo, é predador à caça das suas presas, que no fim de as caçar, forma o seu clã e passa a ser o Líder, e então, passa a foder tudo e todos à sua volta, desde então. Dentro do seu clã, o teu patrão, tem as suas mentes minhocas que como têm o cérebro tão atrofiado de merda infeliz, só se sentem felizes, bichanando com o teu patrão; e essas sim, são as que ficam sempre de bem, porque como sabem que ele gosta, passam o tempo todo lá com a sua mão e outras partes do corpo, desde a última reunião. E, como é um grande peixe Parvalhão-Cabrao, nunca perde, porque prefere passar o tempo a matar em vez de esperar, fazendo batota seja com quem for. Enfim, é o Patrão, que é um grande cão, e outras coisas acabadas em ão.